O que é flora intestinal? Descubra para o que ela serve e aprenda a equilibrá-la

Imagem do post O que é flora intestinal? Descubra para o que ela serve e aprenda a equilibrá-la

Pode ser que você não conheça o termo microbiota intestinal, mas certamente sabe o que é flora intestinal, não é?  

Apesar do nome pouco usual, o microbiota é o que conhecemos popularmente como flora, um componente muito importante para garantir um bom funcionamento não apenas do intestino, mas de todo o organismo.  

Para se ter uma ideia, já é comprovado cientificamente a relação entre alterações agudas na flora intestinal com quadros de obesidade, depressão, diabetes e até mesmo de cânceres.¹ 

Nesse cenário, entender o que é flora intestinal, saber qual sua importância e descobrir como mantê-la equilibrada pode ser o segredo para um vida de mais qualidade.   

O que é flora intestinal e qual a sua importância?

Flora intestinal é o nome do conjunto de cerca de 100 trilhões de bactérias, vírus, fungos e protozoários que habitam naturalmente no intestino humano. ² 

Esses microorganismos já podem ser encontrados no intestino desde o nosso nascimento, e chegam à sua formação final por volta dos dois anos. ³ 

Alguns aspectos que podem influenciar a flora intestinal e causar um desequilíbrio, são: 

  • questões biológicas naturais; 

  • hábitos alimentares; 

  • uso excessivo de antibióticos; 

  • fatores ambientais (poluição, espaço urbano ou rural, presença de animais, etc).   

Quando a microbiota está equilibrada, ela garante uma maior qualidade das atividades metabólicas, como a digestão de alimentos e a nutrição, e fortalece o sistema imunológico, ajudando a combater agentes nocivos que podem causar doenças. ³  

Nesse contexto, já dá para perceber que além de entender o que é a flora intestinal, é indispensável buscar formas de mantê-la saudável, certo?  

Afinal, ao menor sinal de desequilíbrio, essas funções podem acabar comprometidas. Mas o que é bom para flora intestinal? Isso nós veremos a seguir.  

Como restaurar a flora intestinal?

Antes de entender como fazer, é crucial entender o que é restaurar a flora intestinal e o que isso quer dizer.  

Quando, por algum motivo, a flora acaba sofrendo alterações, um tratamento para restaurá-la pode ser indicado.  

Isso porque, quando acontece um desequilíbrio na microbiota, o que é cientificamente conhecido como disbiose, sua composição acaba modificada. 

Com isso, podemos perceber o aumento de bactérias pró-inflamatórias, que colocam o sistema imunológico em risco.  

Na prática, quando a flora intestinal está desregulada, a parede do intestino, que naturalmente funciona como uma barreira contra agentes infecciosos, torna-se menos resistente, e a defesa do organismo fica arriscada. 

Assim, o indicado é iniciar um tratamento com uma série de cuidados para restaurar a flora intestinal, que inclui mudanças alimentares, medicações ou até mesmo ambos associados para garantir que os microorganismos presentes no trato intestinal continuem protegendo o organismo.  

E como manter o equilíbrio da flora intestinal?  

Agora que você sabe o que é flora intestinal e como restaurá-la em caso de alterações, pode estar se perguntando o que é bom para flora intestinal para garantir seu equilíbrio. 

O segredo para isso está na alimentação. Afinal, esse é um dos principais fatores que podem levar ao desequilíbrio dos microorganismos do intestino. ⁴  

Por isso, prefira alimentos probióticos nutritivos para compor sua alimentação no dia a dia, pois eles ajudam a manter a flora intestinal saudável.  

Além disso, evite alimentos processados, gordurosos ou açucarados, que por serem mais difíceis de serem digeridos, podem acabar prejudicando o desenvolvimento dos microorganismos bons no microbioma.   

Por fim, um pouco muito importante para o equilíbrio da flora intestinal é dosar o uso de antibióticos e outros tipos de medicações, que infelizmente acabam interferindo negativamente no funcionamento do sistema gastro-intestinal. ⁵ 

Assim, use-os com moderação e apenas em caso de indicação médica, pois o profissional poderá sugerir tratamentos relacionados para garantir que a flora continuará saudável.  

Alteração aguda da flora intestinal: 3 passos para melhorá-la

Depois de compreender o que é flora intestinal e como manter o seu equilíbrio, vamos apresentar agora algumas dicas que podem ajudar a lidar com alterações da microbiota.  

Para começar, é importante que você saiba o que é alteração aguda da flora intestinal.  

Esse quadro acontece quando há um desequilíbrio muito grande dos microorganismos do intestino 

Assim, pode ser necessário não apenas uma mudança de hábito alimentar, mas também  um acompanhamento médico para que o quadro não dê brecha para o aparecimento de outras doenças.  

Algumas dicas práticas para melhorar alterações agudas da flora intestinal são:  

1. Consumir alimentos ricos em fibras diariamente

Não é nenhum segredo os benefícios que o consumo regular de fibra pode trazer para o funcionamento do sistema gastro-intestinal, certo? E quando falamos sobre regular a flora intestinal, os alimentos fibrosos podem ser grandes aliados. 

Afinal, eles ajudam a manter o bom desenvolvimento dos microorganismos do reto intestinal, garantindo um equilíbrio das bactérias boas e ruins.  

Por isso, para restaurar a flora intestinal, é muito importante incluir alimentos ricos em fibras, assim como alimentos naturais, como os legumes e vegetais, para promover o bom funcionamento do sistema gastro-intestinal. 

Além disso, outros alimentos indicados são os ricos em probióticos, como os iogurtes naturais e leites fermentados, por exemplo, que contêm bactérias do bem que ajudam a restabelecer os microorganismos do intestino.   

2. Incluir produtos encapsulados que contém probióticos no tratamento

Quando a alimentação sozinha não é o suficiente para reverter quadros de alteração aguda da flora intestinal, os remédios probióticos podem complementar o tratamento terapêutico.  

Nesse caso, porém, seu uso deve ser recomendado por um médico ou nutricionista, pois a automedicação pode trazer riscos para a saúde, em vez de melhorias.  

Hoje, é possível encontrar probióticos nos formatos de pó, para misturar em outros alimentos, ou em cápsulas.  

Sendo esse último, uma opção muito interessante, pois facilita que as bactérias cheguem em totalidade no intestino, local onde deve trabalhar para equilibrar a flora. 

3. Evitar o uso excessivo de medicamentos químicos

O uso prolongado de antibióticos está entre uma das principais causas do desequilíbrio da flora intestinal, e nós vamos explicar o motivo. ⁵ 

Pode parecer estranho que uma substância criada para combater doenças possa fazer mal à saúde, mas se o seu uso é indiscriminado, é exatamente isso o que ocorre.  

A realidade é que os antibióticos são remédios desenvolvidos para inibir ou destruir microrganismos ruins, causadores de doenças.  

No entanto, por mais que sua ação possa surtir efeito, existem dois cenários em que ele pode causar uma alteração aguda na flora intestinal.  

Em primeiro lugar, pode ser que um remédio que esteja tomando tenha entre seus efeitos colaterais, náuseas, vômitos e diarreia, por exemplo, situações que podem desregular o funcionamento do sistema gastro-intestinal, afetando a microbiota. 

Já, na segunda situação, apesar de o seu uso ser pensado para combater doenças, os antibióticos não são seletivos apenas aos microrganismos ruins e sua ação também pode afetar bactérias boas. Por isso, em uso prolongado, poderá desequilibrar a flora.  

Flora intestinal desequilibrada? Conheça o Tamarine Probium 

Uma flora intestinal equilibrada promove a redução de desconfortos abdominais, regula o funcionamento do intestino e fortalece o sistema imunológico. Então, que tal conhecer um probiótico que pode ajudar em tudo isso?  

Com uma cápsula de Tamarine Probium diária e regularmente, você proporciona 2 bilhões de bactérias boas para o seu intestino, trazendo inúmeros benefícios para o funcionamento do seu organismo. 

Quer melhorar a sua saúde? Conheça melhor o Tamarine Probium e aproveite!

Referências
  1. 1 Ronald D. Hills, OrcID,Benjamin A. Pontefract, Hillary R. Mishcon, Cody A. Black, Steven C. Sutton, Cory R. Theberge. Gut Microbiome: Profound Implications for Diet and Disease. Nutrients 2019. doi: 10.3390/nu11071613. Disponível em. Acesso em agosto/2021.

  2. 2 Ana M Valdes, Jens Walter, Eran Segal, Tim D Spector. Role of the gut microbiota in nutrition and health. BMJ. DOI: 10.1136/bmj.k2179. Disponível em. Acesso em agosto/2021.

  3. 3 Ludmilla Araújo da Paixão, Fabíola Fernandes dos Santos Castro. A colonização da microbiota intestinal e sua influência na saúde do hospedeiro. Universitas: Ciência da Saúde. DOI: 10.5102/ucs.v14i1.3629. Disponível em. Acesso em agosto/2021.

  4. 4 Paolo Riccio, Rocco Rossano. Undigested Food and Gut Microbiota May Cooperate in the Pathogenesis of Neuroinflammatory Diseases: A Matter of Barriers and a Proposal on the Origin of Organ Specificity. Nutrients. DOI: 10.3390/nu11112714. Disponível em . Acesso em agosto/2021.

  5. 5 Francesco Angelucci, Katerina Cechova, Jana Amlerova, Jakub Hort. Antibiotics, gut microbiota, and Alzheimer's disease. J Neuroinflammation. DOI: 10.1186/s12974-019-1494-4. Disponível em. Acesso em agosto/2021.